No dia 18 de Novembro de 2010 nasceu a Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins – Associação Cultural de Plectro, tendo tomado a sigla OPGBAC. É um projeto que tem como objetivo a dinamização e difusão da música de plectro no panorama musical nacional. Se no que diz respeito à Guitarra, tudo funciona dentro da normalidade com cursos superiores e conservatórios a lecionar o instrumento, nos restantes instrumentos de corda beliscada muito há por fazer. Não desvalorizando os demais, a OPGBAC tem-se focado na promoção do Bandolim por este ser de vital importância numa Orquestra de Plectro. Para o Bandolim foram compostas obras pelos nomes mais sonantes da história da música como Vivaldi, Caldara, Mozart, Hummel, Beethoven, Verdi, Mahler, Schoenberg, Webern, Boulez …

Desde 2015 sediada em Gondomar, no Centro Cultural Amália Rodrigues, Rio Tinto a OPGBAC – Associação Cultural de Plectro tem várias valências: a principal é a Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins (OPGB), grupo que tem recebido os mais rasgados elogios pelo caracter original da sua sonoridade e pelo rigor interpretativo apresentado. Ultimamente surgiram mais projetos: Uma escola de música que se focaliza no ensino dos instrumentos de corda beliscada. Os Estágios internacionais, que trazem Maestros e Professores reconhecidos a Portugal; e mais recentemente o Festival Internacional de Música de Plectro.

 

Porque devo associar-me?

A OPGBAC - Associação Cultural de Plectro é uma associação sem fins lucrativos. Todas as atividades são suportadas pelas quotas anuais dos associados. Sem a vossa ajuda será muito difícil poder continuar a divulgar o património música de plectro.

Quais as vantagens?

Como associado, para além de estar a contribuir para defender o património da música de corda beliscada, poderá ainda assistir a todos os concertos organizados pela Associação gratuitamente, receber gratuitamente um exemplar da gravação da OPGB "Pleiades" e ainda usufruir de descontos no acesso à Escola de Música.

Como devo então proceder?

Simples. Basta contactar a Associação através do formulário disponível no nosso site, na secção de contactos.

Quero ajudar a OPGBAC, mas não pretendo tornar-me associado.

Não tem qualquer problema! Pode apoiar das mais variadas formas: assistindo aos concertos, adquirindo o CD da OPGB, ou então efetuar um donativo isolado.