Três anos em residência artística em Gondomar

Domingo, 17 de Fevereiro de 2015, 18h30, Auditório do Centro Cultural de Rio Tinto Amália Rodrigues.

A Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins apresentava-se pela primeira vez em concerto ao Município de Gondomar naquela que passou a ser a sua nova casa!

Aproveitando o estágio de preparação para a gravação do seu primeiro CD, que decorreu nesse fim de semana sob a direção do Maestro Luxemburguês Juan Carlos Muñoz e com a participação do guitarrista Rui Gama, a OPGB apresentou um programa contendo algumas das obras que iria incluir no CD.

O auditório estava sobrelotado para ver e ouvir, pela primeira vez, a sua mais recente orquestra residente.

10857763_918339531533234_8959677099311912344_n.jpg

Desde então, a OPGB vem desenvolvendo a sua actividade artística em Gondomar, que cresce ano após ano, e é já uma referência cultural incontornável no Município, onde se destacam o Concerto de Ano Novo e a Temporada Regular de Concertos, ambos realizados pelo terceiro ano consecutivo.

A OPGBAC - Associação Cultural de Plectro, da qual a OPGB é integrante, é atualmente um pilar de relevante importância na cultura gondomarense. Para além da atividade regular da OPGB, a Associação tem desenvolvido um trabalho que começa com a escola de música (recentemente renomeada Academia OPGB), que tem um papel fundamental, não só na formação de novos músicos, mas sobretudo na formação de novos públicos enquanto consumidores de arte na forma de música de plectro. O trabalho da Associação estende-se também à organização de iniciativas formativas e culturais, onde se destacam os Estágios Internacionais e a organização do Festival Internacional de Música de Plectro “Gondomar é D’ouro”.

Apresentamos a actividade desenvolvida em Gondomar nestes três anos traduzida em números:

Participação (ou organização) da Associação em eventos: 37

Concertos da OPGB: 22

Locais de concertos OPGB: 17

Freguesias alcançadas por concertos OPGB: 9 (Rio Tinto, Valbom, S. Cosme, Fânzeres, Melres, Jovim, Baguim do Monte, S. Pedro da Cova, Foz do Sousa)

Local com mais concertos OPGB: Auditório Municipal de Gondomar (6 concertos)

Concerto OPGB com mais público: Concerto de São Bento das Peras e São Cristóvão (600~700 pessoas)

Maestros convidados pela OPGB: 13 (dos quais 3 são Gondomarenses)

Maestro mais convidado pela OPGB: Helder Magalhães (6 concertos)

Solistas convidados: 10 (dos quais 2 são Gondomarenses)

Estágios Internacionais: 2

Festivais Internacionais: 2

Masterclasses com músicos internacionais: 4 (J.C. Muñoz, P. Mateo-González, P. Chamorro, D. Ahlert)

Masterclasses com músicos nacionais: 2 (J. Campos, A. Caldeira)

Grupos/artistas Internacionais: 3 (Duo Chamorro-Mateo, New American Mandolin Ensemble, Choro das Três)

Grupos/artists nacionais: 4 (Orquestra de Cordas Dedilhadas do Minho, Guitarcelo Trio, Os Lusíadas, Júlio Pereira)

 

Sem falsas modéstias, reconhecemos que são números impressionantes para os primeiros três anos em residência artística no Município de Gondomar. No entanto, nada disto seria possível sem o apoio e suporte incondicional do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Gondomar, na sua equipa e na pessoa do senhor vice-presidente de câmara Dr. Luís Filipe de Araújo.

Congratulamos-nos pelo facto de o Município reconhecer o valor acrescentado com que a Associação Cultural de Plectro e a Orquestra Portuguesa de Bandolins contribuem para a sua política cultural. É notável o esforço da Câmara Municipal em promover os concertos da OPGB, levando-a a todos os cantos do concelho, apostando numa política de descentralização cultural. É, no nosso entendimento, uma aposta correta e a prová-lo está o público crescente que, concerto após concerto, vem lotando a capacidade das Igrejas e auditórios onde a OPGB se apresenta em concerto. Isto é, para nós, o maior reconhecimento, e que muito nos enche de orgulho!

Outro facto que destacamos, no âmbito da residência em Gondomar, é a criação de sinergias com outros pólos culturais do município. A OPGB teve já a oportunidade de partilhar palco em concertos conjuntos com o Orfeão de Rio Tinto e com o Orfeão Claves de Sol & Fá de Fânzeres, já teve oportunidade de integrar alguns músicos da Banda Musical de Melres num concerto dirigido pelo Maestro titular da mesma, frequentemente convida músicos da Banda Musical de Gondomar a integrar a sua formação sempre que o programa o justifica.

Olhando o futuro, a Associação Cultural de Plectro tem bem definidos os objectivos a alcançar, que passam por dar continuidade à organização anual do Festival Internacional de Música de Plectro e continuar a fazer evoluir a OPGB para um patamar de total profissionalização, consolidando a sua residência artística numa ótica de programação regular semanal. Um passo importante para ajudar a alcançar esse objectivo foi a recente nomeação do Maestro Hélder Magalhães como Maestro Titular da OPGB para o próximo quadriénio.

Não podemos deixar de agradecer a todas as entidades gondomarenses que de uma forma ou outra, apoiaram e/ou continuam a apoiar a Associação Cultural de Plectro e a OPGB. São elas: Câmara Municipal de Gondomar, Escola Dramática e Musical Valboense, Junta de Freguesia de Fânzeres e São Pedro da Cova, Paróquia de Fânzeres, Fundação Júlio Resende, Banda Musical de Melres, Junta de Freguesia de Rio Tinto, Paróquia de Rio Tinto, Orfeão de Rio Tinto, Paróquia de Jovim, Confraria de Santo Isidoro e Nossa Senhora da Lapa, LIPOR, Confraria de São Cosme, São Damião e Nossa Senhora do Rosário, Banda Musical de Gondomar, Federação das Colectividades do Concelho de Gondomar, Fraternidade dos Capuchinhos de Gondomar, Paróquia de Valbom, Paróquia de Baguim do Monte, Orfeão Claves de Sol e Fá de Fânzeres,  Paróquia da Foz do Sousa,

Uma última palavra a todos os nossos associados, que com a sua preciosa colaboração ao longo destes anos nos tem permitido defender o património da música de corda beliscada.

A todas estas entidades, e a todo o público presente nos nossos eventos e concertos, o nosso muito obrigado e bem hajam pelo vosso apoio!

 

Pela direção

O Presidente,

António de Sousa Vieira

video

Maestro titular - Hélder Magalhães

O Maestro Hélder Magalhães foi nomeado novo Maestro Titular da Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins. 

Hélder Magalhães é reconhecido como um maestro de vasta experiência, tendo colaborado com diversas formações como trompetista e maestro convidado, onde trabalhou com inúmeros maestros. Fez parte da Orquestra Portuguesa das Escolas de Música, da Orquestra Nacional de Sopros dos Templários e da Orquestra Clássica Bracara Augusta. Foi ainda convidado a participar em concertos com os seguintes agrupamentos: Grupo de Metais Sollemnium Concentus, Orquestra de Metais do Porto, Orquestra de Câmara de Pedroso, Orquestra Orff do Porto, Orquestra Clássica do Centro, Orquestra Sinfonieta da ESMAE, Orquestra Nacional do Porto, Big Band Solverde do Casino de Espinho, Orquestra Sinfonietta e Orquestra New Vibrations. Foi diretor artístico/maestro do Grupo Coral de Esmoriz, da Tuna Musical de S. Paio de Oleiros, e maestro da Banda Musical Leverense, Vila Nova de Gaia. É membro fundador do Grupo de Metais Gaudette, formação que integra desde a respetiva fundação e foi trompetista da Big Band Corleone. Exerceu funções de trompetista e chefe de naipe na Orquestra Sinfonietta, no Porto. Dirigiu esta mesma orquestra, em diversos concertos, como maestro convidado, assim como a Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins e a Douru’s Orquestra. É diretor artístico e maestro do Orfeão de Rio Tinto, do Orfeão Portuscale do Banco BPI e da Banda Musical de S. Martinho da Gandra, Ponte de Lima. Leciona a disciplina de instrumento – Trompete e Classe de Conjunto, na Escola de Música Óscar da Silva - Matosinhos e na Academia das Artes – Artâmega, Marco de Canaveses, onde também exerce funções de director pedagógico e coordenador das áreas de Sopros e Percussão.

A OPGBAC - Associação Cultural de Plectro, através da OPGB, inicia assim um novo ciclo que certamente terá resultados fantásticos.

IMG-2049.JPG

Edital Audições OPGB 2017

 

A ORQUESTRA PORTUGUESA DE GUITARRAS E BANDOLINS (OPGB), grupo inserido na OPGBAC - Associação Cultural de Plectro residente no Condomínio das Artes - Centro Cultural de Rio Tinto, informa que estão abertas as candidaturas para músicos efetivos nas seguintes vagas:

Guitarra (Tutti) – 1 Vaga

Data limite de inscrição:

22-12-2016

Data das Audições:

27-12-2017 | 17h (Guitarra)

 

Enviar o Curriculum Vitae e Certificado de Habilitações para:

orquestra.bandolins@gmail.com

 

Regulamento

Concerto de S. Bento das Peras e S. Cristóvão

Depois do inesquecível concerto da Casa da Música, a Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins apresenta-se, juntamente com a participação do Orfeão de Rio Tinto,  no Concerto de S. Bento das Peras e S. Cristóvão, já no próximo domingo 16 de julho pelas 21:30h, na Cripta da Igreja de Rio Tinto. 

Soprano | Susana Vale

Direção | Hélder Magalhães

III Estágio Internacional da Associação Cultural de Plectro

Decorreu nos dias 27, 28 e 29 de Dezembro no Condomínio das Artes – Centro Cultural de Rio Tinto Amália Rodrigues, em Gondomar, o III Estágio Internacional da Associação Cultural de Plectro. Com este estágio, a Associação Cultural de Plectro pretendeu mais uma vez, e à semelhança das edições anteriores, proporcionar a todos os músicos, associados ou não, a possibilidade de poderem aprender e/ou aprofundar os seus conhecimentos técnicos e musicais.

A edição deste ano teve duas componentes. A masterclass em si e o trabalho de orquestra visando o concerto de Ano Novo. Tivemos a honra de ter dois músicos de excelência. Daniel Ahlert, músico e compositor alemão com mais de 30 anos de carreira a ministrar a masterclass de bandolim e Artur Caldeira mestre em Interpretação Artística e professor na Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo do Porto a ministrar a masterclass de Guitarra. Os trabalhos da orquestra estiveram a cargo do Maestro Hélder Magalhães e com a Direção Artística de António de Sousa Vieira.

Neste estágio participaram não só músicos da Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins, como alunos de várias escolas do ensino artístico (Conservatório de Música do Porto, Conservatório de Música de Vila do Conde e Escola de Música de Esposende). Durante o dia decorreram as masterclass e à noite estes alunos foram integrados nos trabalhos da Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins sob a orientação do maestro Hélder Magalhães. Foram três dias bastante intensos, com muito trabalho, muita entrega e muita dedicação e que irá culminar com o concerto de Ano Novo no próximo dia 8 de Janeiro, que se vai realizar no Auditório Municipal de Gondomar pelas 16h00.

Nelson Silva
Diretor do Estágio Internacional

 

_MG_2470.JPG

 

 

Edital Audições OPGB 2016

A ORQUESTRA PORTUGUESA DE GUITARRAS E BANDOLINS (OPGB), grupo inserido na OPGBAC - Associação Cultural de Plectro residente no Condomínio das Artes - Centro Cultural de Rio Tinto, informa que estão abertas as candidaturas para músicos efetivos nas seguintes vagas:

Bandolim 1 – 2 Vagas

Bandolim 2 – 1 Vagas

Bandola (Solista A) – 1 Vaga

Guitarra (Tutti) – 1 Vaga

Data limite de inscrição:

27-12-2016

Data das Audições:

27-12-2016 (Bandola)

28-12-2016 (Bandolim)

29-12-2016 (Guitarra)

 

Enviar o Curriculum Vitae e Certificado de Habilitações para:

orquestra.bandolins@gmail.com

 

O regulamento pode ser consultado aqui

 

Concerto Solistas da Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins - Fânzeres

A OPGBAC - Associação Cultural de Plectro tem o orgulho de participar nas Festas em Honra ao Divino Salvador no próximo sábado dia 30 de Julho pelas 21:30 na Igreja Matriz de Fânzeres.
Actuarão os Solistas da Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins, juntamente com Músicos Convidados. Estes irão apresenta-se num formato de música de câmara (duo, trio e quarteto).
Este concerto foi solicitado pela Junta Freguesia de Fânzeres S. Pedro da Cova, a quem agradecemos a oportunidade de divulgar a música de corda beliscada, estando integrado no Programa Oficial das Festas.

Contamos com a Vossa presença. A entrada é livre.